Anuário da Indústria de Fundos

Anuário da Indústria de Fundos de Investimentos / Brazilian Mutual Fund Industry Yearbook

 

O Anuário da Indústria de Fundos de Investimento, resultado de uma iniciativa conjunta entre a ANBIMA e o GV CEF (Centro de Estudos em Finanças da Fundação Getulio Vargas), traz um panorama completo do segmento no Brasil, com dados relativos ao ano anterior.

A publicação, disponível em português e inglês, inclui perfis das assets que atuam no mercado brasileiro, com informações sobre os produtos, estruturas organizacionais, principais estratégias, volumes sob gestão, entre outros dados relevantes para investidores e público em geral.

A indústria brasileira de fundos não cessa de demonstrar sua força, sua sofisticação e a importância conquistada no mercado financeiro. Os fundos são o principal veículo de investimento no Brasil. Os ativos totais administrados pelos gestores de fundos atingiram R$ 1,6 trilhão no fim de 2010, e R$ 3,1 trilhões em abril de 2016, o que coloca o mercado brasileiro como um dos maiores do mundo.

O porte não é a única característica marcante desse mercado. Os administradores de fundos brasileiros estão entre os mais sofisticados do mundo, e a diversidade das carteiras não fica atrás de nenhum dos mercados mais desenvolvidos. Fundos de renda fixa, de ações, hedge funds que usam derivativos sofisticados e, mais recentemente, fundos imobiliários permitem a todos os investidores traçar suas estratégias financeiras, independentemente do patrimônio e do perfil de risco.

Há mais vantagens. Devido ao desenvolvimento da tecnologia bancária no Brasil, o País prima pela transparência e pelo controle da indústria de fundos. As cotas dos fundos são divulgadas em, no máximo, quatro dias úteis. Guardadas as possibilidades legais de sigilo, todas as carteiras são divulgadas na internet pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), órgão que regulamenta o setor.

Tantas características positivas fazem a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) e a Fundação Getulio Vargas (FGV) se orgulharem da primeira edição do Anuário da Indústria de Fundos de Investimento, o melhor guia para os investidores interessados em conhecer os profissionais que decidem, todos os dias, o que fazer com a poupança de seus clientes.

Para acessar o arquivo 2017, clique aqui, ou veja na versão digital.

Para acessar o arquivo 2016, clique aqui.

Para acessar o arquivo 2015, clique aqui.

Para acessar o arquivo 2014, clique aqui.

Para acessar o arquivo 2013, clique aqui.

Para acessar o arquivo 2012, clique aqui

Para acessar o arquivo 2011, clique aqui.

 

 

 

 

Parceiro GVcef:

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede